/O que a crise está ensinando a empreendedores e investidores?

O que a crise está ensinando a empreendedores e investidores?

Mesmo que digam que esta crise não era previsível, as histórias de crises se repetem e as quedas ou crashes da Bolsa ocorrem exatamente porque a grande maioria não enxerga o vilão acordando. São devido a ações não planejadas e boa parte não esperadas.

Quando as pessoas olham diretamente para o preço ou a cotação de uma ação na tela, ele não me diz muita coisa, é simplesmente um dado isolado.

Porém, quando eu olho como esse preço vem se comportando ao longo do tempo e a intensidade com que ele se relaciona com as tendências e microtendências passadas, daí, sim, a história é entendida e o caminho do futuro vai se abrindo.

Quando queremos investir na Bolsa de Valores, não podemos nos dar ao luxo de sermos pegos de surpresa.

A dor psicológica causada por um evento como esse é tão dolorida que cria um desenrolar de más decisões devido a vieses que lutam por nos deixar cometendo erros sucessivamente.

Isso que falo é tão verdade que, na primeira semana após o carnaval, quando a Bolsa estava ainda acima dos 100 mil pontos, muito do que se falava ainda era de oportunidade.

Essa “oportunidade” acabou se tornando um grande pesadelo, pois, mesmo com toda a experiência passada, toda a literatura, toda a conexão científica, todo o dinheiro disponível, mais uma vez os ciclos dos preços e dos mercados surpreenderam os investidores, traders e gestores mais experientes.

As empresas que eram promessa viraram um grande risco, e os cenários se transformaram. A economia mudou e os cenários se tornaram outros.

Então, o que quero dizer com isso? Quero dizer o que: nada é permanente e a sua liquidez é o mais importante. Aprenda o que você quer do mercado para que ele não te use como liquidez.

O que podemos tirar de aprendizado desta crise? Que a ideia de que, para se investir no longo prazo, você precisa saber quanto vale o seu dinheiro para não comprar qualquer coisa na euforia. Serão elas, as crises, que nos levarão para um outro patamar financeiro. É necessário conquistar o equilíbrio.

Descubra as suas habilidades e limitações. Respeite elas e, com certeza, terá clareza de que informações importam para você. Aprenda com suas limitações e explore todas as suas habilidades.

“Todo empreendedor vai cometer muitos erros e precisa saber se perdoar por cada um deles. Conseguir se perdoar é um grande primeiro passo para aprender com esses equívocos”.

Somente depois de ouvir essa frase, conseguimos seguir em frente. Finalmente compreendemos que empreender, assim como investir, significa assumir riscos. E assumir riscos não significa só ganhar. Significa um bom passo para continuar e vencer com o aprendizado.

Podemos identificar nas pessoas um comportamento muito semelhante ao que vínhamos enfrentando dias atrás: o de saber que cometemos um erro e ficar se culpando incessantemente por isso. Não é necessário se culpar, devemos evoluir e seguir em frente. Aceitar os desafios, ajuda a entender as metas e os objetivos.

Com esse pensamento, nada será resolvido. O que importa é o que acontecerá daqui para a frente. Pensamento positivo é a chave para os negócios e para a inovação.

Por isso, deixo uma dica: Perdoe-se, aprenda com os erros cometidos e vai para cima! Nunca desista de melhorar sua ações diariamente.

Acesse o blog Jornal do Bolsão para mais dicas e orientações sobre empreendedorismo e finanças.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante para nós.