/Gerenciamento de pedidos no seu restaurante: dicas essenciais

Gerenciamento de pedidos no seu restaurante: dicas essenciais

Quem trabalha com processos de restaurante delivery sabe como é importante aprender a melhorar o gerenciamento de pedidos no seu restaurante. No entanto, esse não é um trabalho muito fácil e, quem não tinha experiência nisso antes, está sofrendo para conseguir atingir os resultados desejados. Nesse momento de pandemia do novo coronavírus, essa demora em se adaptar pode causar um grande prejuízo. 

É fato que a pandemia da Covid-19 mudou o cenário do mercado alimentício no Brasil. Os restaurantes perderam grande parte do seu público presencial e tiveram de migrar para o delivery para poder compensar e recuperar o faturamento. É possível perceber isso pelo aumento enorme de faturamento em aplicativos de delivery durante o auge da pandemia no ano passado.

No entanto, essa nova realidade exige que os empreendedores da área aprendam a fazer o gerenciamento de pedidos no seu restaurante. Quer saber como fazer isso? Então veja algumas dicas abaixo!

5 dicas para melhorar o gerenciamento de pedidos no seu restaurante

1. Faça parcerias com serviços de motoboys

Você já pensou em contratar serviços de motoboy da Império Express? Essa é uma possibilidade muito interessante pois trata-se de uma empresa de renome no mercado e com uma carteira de clientes estável. Isso significa que, trabalhar com eles, é ter sempre uma equipe pronta para fazer a entrega dos seus pedidos.

Ao montar uma parceria com esses aplicativo e serviços, você pode aumentar a sua estrutura e seus recursos humanos para fazer as entregas. Isso agiliza o processo e faz com que seu restaurante seja mais ágil no atendimento.

Além disso, um dos benefícios de ter essa equipe contratada para as entregas é não precisar pagar as altas taxas de entrega que os aplicativos como iFood e Rappi cobram. Assim, seu restaurante pode economizar um pouco mais e ganhar competitividade no mercado.

2. Reduza as opções de pedidos no cardápio

Se o seu restaurante tiver 5 opções radicalmente diferentes no cardápio, será muito difícil ter um atendimento ágil e otimizado. Afinal, cada item do cardápio terá seu tempo de produção e não dará para deixar tudo preparado.

No entanto, se você reduzir esse cardápio para 3 opções, todas mais ou menos na mesma linha (por exemplo, três opções de pizza ou de hambúrguer), então você pode começar a preparar com antecedência esses pedidos.

Com esse avanço, fica mais fácil otimizar o seu atendimento pois o preparo dos pratos fica muito mais rápido. Ao trabalhar mais agilmente, o controle dos pedidos é feito de maneira mais simplificada.

3. Monte uma linha de produção otimizada

Se você assistiu ao filme Fome de Poder, deve ter notado que o grande atrativo do McDonald ‘s quando chegou ao sucesso não era a qualidade do lanche ou outro fator do tipo, mas sim a sua cadeia de produção.

De maneira simples, a equipe do primeiro McDonald ‘s foi capaz de reduzir o tempo de produção de um hambúrguer de maneira drástica. Isso permitiu que a rede de lanchonetes se popularizasse pelo conceito de fast food.

Para o seu restaurante, especialmente em termos de delivery, é essencial ter uma linha de produção semelhante. A ideia é que você possa reduzir ao máximo o tempo de espera do cliente. Afinal, quanto maior o tempo de espera, mais chances de errar, menos feliz o cliente e mais para trás você fica no algoritmo dos aplicativos.

4. Organize entregas por localização geográfica

Imagine que você recebeu três pedidos de comida para serem entregues em um raio total de 8 quilômetros. No entanto, seguindo a ordem de chegada, o seu entregador teria que ir para a entrega mais distante, depois para a mais próxima e por fim para a do meio. Isso levaria muito mais tempo do que o necessário, atrapalhando o cronograma.

Uma sugestão, portanto, é montar a rota de entrega com base na posição geográfica dos pedidos. Isso significa montar uma “ida” e uma “volta”, entregando pedidos nesse percurso, mesmo que fora de ordem de entrada dos pedidos.

5. Cuidado com os pedidos de alterações

Por fim, uma última dica para poder gerenciar melhor os pedidos que receber no seu restaurante, tenha bastante cuidado com os pedidos de alterações. É o famoso “pode tirar a cebola?”.

Em primeiro lugar, as pessoas são muito apegadas aos seus pedidos de alteração. Se o restaurante não entregar o pedido alterado, a reclamação e avaliação negativa são certas.

Em segundo lugar, a alteração muda o cronograma de produção e pode gerar problemas internos. Portanto, tenha protocolos para isso também.

Agora que você já viu essas dicas de gerenciamento de pedidos no seu restaurante, já está mais preparado para poder melhorar o atendimento do seu negócio e torná-lo mais lucrativo dentro desse novo cenário pós-Covid-19. É fato que os restaurantes precisarão de adaptação para poder transformar o delivery em sua principal fonte de renda. No entanto, com essas dicas, ficará mais fácil fazer essa transição.

E aí, o que achou das nossas dicas? Comente abaixo com a sua opinião!