/Como os vapes funcionam? 

Como os vapes funcionam? 

Cresce o interesse por cigarro eletrônico no mundo todo, seja para saber um pouco mais sobre esses equipamentos ou para começar a usá-los. Também conhecidos como vape, pods ou JUUL, eles estão fazendo um grande sucesso atualmente.

Eles vêm se popularizando especialmente entre os jovens como uma opção menos prejudicial que o cigarro comum. Esses pods podem ser usados apenas para diversão, mas também para ajudar as pessoas a pararem o vício pela nicotina.

Além de substituir o hábito de fumar, eles são mais práticos e contém menos nicotina – ou até mesmo nenhuma porcentagem desse elemento, dependendo do modelo escolhido.

Eles têm um formato similar a um cigarro, o que pode confundir muitas pessoas, contudo, também podem vir em forma de caneta ou parecidos com um pen drive. Há modelos descartáveis, de diversos tamanhos e sabores.

Se tem uma palavra que pode descrever esse mercado é a variedade. Existem uma infinidade de possibilidades, o que atrai ainda mais consumidores e usuários para o mundo do vaping.

Por ser algo relativamente novo para a população, existem muitas dúvidas sobre o tema. Quais os benefícios, malefícios, se viciam ou não, entre tantas outras perguntas são feitas diariamente sobre o tema.

A mais comum é: como os cigarros eletrônicos funcionam? Essa é a grande dúvida sobre o tema, já que esses pods são pequenos, práticos e fazem bastante fumaça. Como é possível?

Para esclarecer essa questão, vamos explicar como os cigarros eletrônicos funcionam e seus benefícios. Além disso, vamos tirar todas as dúvidas sobre o tema ao longo do conteúdo.

Acompanhe.

Vapes: como esses cigarros eletrônicos funcionam?

Antes de qualquer outra informação, vamos à uma das principais dúvidas: os vapes são melhores que os cigarros? Com certeza! Primeiramente, vale ressaltar que esses equipamentos são vaporizadores.

Ou seja, com eles, as pessoas inalam o vapor do vape, elas não fumam toda a fumaça. Por esse motivo, os prejuízos à saúde são extremamente menores em comparação aos cigarros.

Além disso, um líquido com sabor e aroma é a essência do vape, este que é apenas esquentado para gerar vapor. Ele não é queimado, portanto, não gera fumaça. Com isso, há a redução dos danos para o próprio usuário, assim como para as pessoas que convivem com ele.

Não há risco de fumantes passivos. Outro ponto importante é que nesses equipamentos não há dióxido de carbono, alcatrão e outras substâncias tóxicas ao organismo que contém no cigarro tradicional.

São muito mais vantajosos! E claro, como dissemos, os vapes podem contar ou não dosagens de nicotina, isso fica a critério de cada pessoa. Se o usuário não quiser esse elemento, ele pode contar apenas com a sensação agradável do vapor.

Essa é a opção da grande maioria dos jovens atualmente. No entanto, há pessoas que estão tentando parar de fumar e optam pelos cigarros eletrônicos por terem menos nicotina.

A intenção é diminuir o consumo desse elemento até conseguir parar com esse hábito ruim de vez. É uma excelente opção para isso, a qual está ajudando milhares de fumantes nessas condições.

Afinal, como esses vapes funcionam?

Eles têm uma aparência moderna, podem ser parecer com pen drives, canetas e existem até mesmo modelos mais sofisticados. Eles podem ser consumidos com diversos  gostos, sabores e aromas diferentes – o que torna tudo ainda mais interessante para os jovens.

Mas, afinal, o que é esse equipamento? Como o vapor é feito? Como dissemos, o vape é um dispositivo utilizado para a produção de vapor. Para isso, é preciso esquentar um líquido no seu interior.

Vamos entender a composição desses equipamentos: depende de cada modelo, é claro, mas no geral, os cigarros eletrônicos são compostos de uma lâmpada de LED, bateria, microprocessador, sensor, atomizador e cartucho de nicotina líquida (caso o pod tenha esse elemento).

Esses dispositivos são ativados pelos usuários e com isso, o líquido começa a ser aquecido dentro do pod. Esse processo começa a liberar o vapor que, em seguida, será inalado pelo usuário.

Simples assim! Existem os pods descartáveis em que as pessoas têm apenas uma quantidade limitada de puffs (puxadas). Eles são práticos, fáceis de usar e ideais para quem está começando nesse mundo do vaping.

Contudo, os mais famosos são os cigarros eletrônicos maiores, os quais são recarregáveis e quando o líquido acabar, o usuário pode comprar novas essências e continuar usando o mesmo cigarro.

Para quem já tem o hábito, é a melhor opção por sair mais em conta a longo prazo e evitar ter que ficar comprando sempre um novo pod.

Esperamos que as principais dúvidas tenham sido respondidas. Por ser algo novo, pode ter certeza de que ainda escutaremos falar muito desses produtos no mercado!