/AHAs x BHAs: como utilizar e quais são os benefícios para a pele?

AHAs x BHAs: como utilizar e quais são os benefícios para a pele?

A combinação entre os ácidos ajuda no tratamento da acne

O skincare se tornou uma prática comum entre famosas e anônimas nos últimos anos. A rotina de cuidados com a pele é compartilhada em rodas de amigos, papos do dia a dia e, principalmente, nas redes sociais.

O objetivo do cuidado pode variar de pessoa para pessoa, indo desde a busca por controlar a oleosidade da pele até a necessidade de uma pele mais saudável. Os aliados do skincare também podem variar entre os cremes, os óleos, os sabonetes e até mesmo os ácidos. 

Abaixo, é possível conferir mais informações sobre o tema e o uso de AHAs e BHAs no cuidado com a pele. 

O que são os AHAs e BHAs?

Antes de falar do uso e dos benefícios trazidos pelos AHAs e BHAs, é importante conhecer melhor essas substâncias. Ambas são consideradas ácidos que auxiliam no cuidado com a pele, porém apresentam diferenças entre si. 

A sigla AHA representa um grupo de ácidos, os alfa-hidroxiácidos. Apesar do nome complicado, essas substâncias são derivadas de plantas e frutas retiradas da natureza. Por conta dos benefícios trazidos, esse grupo tem fortes representantes na indústria dos cosméticos: o ácido cítrico e o ácido lático.

Se os alfa-hidroxiácidos formam um grupo, o BHA é composto por uma única substância: o ácido salicílico. Considerado um beta-hidroxiácido, ele também traz benefícios para a pele e compõe muitos produtos de skincare. 

Quais os benefícios do uso de AHAs e BHAs para a pele?

O uso das substâncias individualmente já é capaz de trazer benefícios para a pele, no entanto, a combinação pode potencializar os resultados. Da estética à saúde, confira abaixo três benefícios do uso combinado de AHAs e BHAs.

 

Renovação celular 

A renovação celular é muito importante para manter a pele mais saudável e uniforme. É esse processo o responsável por eliminar as células mortas e permitir que novas células alcancem a superfície do rosto. 

O uso dos AHAs ajuda no processo de “descolamento” das células, separando as células mortas das novas. Enquanto isso, os BHAs têm o poder de esfoliar e desobstruir os poros, eliminando as células indesejadas e promovendo a renovação da pele. 

Controle da oleosidade e da acne

Um dos problemas de pele mais comuns é a acne. O surgimento de espinhas pode afetar não só a aparência e a autoestima de uma pessoa, mas também a saúde da pele a curto, médio e longo prazo. 

O uso associado de AHAs e BHAs colabora para a desobstrução dos poros, evitando uma das causas da acne. Além disso, o controle da oleosidade e as propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas ajudam a evitar o surgimento das espinhas.

Melhora na aparência da pele

Com a renovação celular, a obstrução dos poros e a redução dos episódios de acne, é possível obter uma pele mais saudável, bonita e uniforme. Usando os AHAs e BHAs de forma constante, o resultado se torna visível a curto, médio e longo prazo. 

Como inserir os AHAs e BHAs na rotina de skincare?

Essa é uma dúvida comum que pode surgir após conhecer os benefícios do uso dos AHAs e BHAs. Afinal, é seguro introduzir os ácidos na rotina de skincare? Como fazer isso?

Os ácidos estão presentes em diversos produtos de beleza e podem ser usados com segurança. Para quem ainda tem receio de colocar o grupo nos cuidados com a pele, a dica é conferir sempre se o dermocosmético escolhido tem o selo da ANVISA, garantindo, assim, sua procedência. 

Os AHAs e BHAs podem ser usados nas diferentes etapas do skincare. Basta buscar o produto desejado (sabonete, hidratante, esfoliante etc.) e escolher opções que contam com os ácidos em sua composição.