/Como o Dólar Alto Influencia a Vida Dos Brasileiros

Como o Dólar Alto Influencia a Vida Dos Brasileiros

É difícil lembrar, ou melhor, imaginar que o dólar valia 1 real ou próximo disso. Pois é, já faz mais de uma década que esse cenário não se repete aqui no Brasil. Aliás, nem chega perto.

Nos últimos anos, o dólar tem ficado a R$ 4,00/R$ 4,50, para mais. Inclusive, neste momento que a população mundial está passando, de pandemia de Coronavírus e crises políticas, o dólar já está perto dos R$ 6,00!

Por isso, no artigo de hoje será abordado como o dólar alto influencia a vida dos brasileiros.

Dólar comercial e dólar turismo

Só para situar ainda mais essa realidade não muito favorável, o dólar comercial no mês de abril estava na casa de R$ 5,40 e o dólar turismo (aquele que as pessoas compram em uma casa de câmbio quando vão viajar) estava por volta de R$ 5,65.

Ou seja, são valores cada vez mais elevados e, com essa alta, todo a população brasileira é afetada de alguma maneira. 

A influência do dólar alto na vida dos brasileiros

Exportação e importação

Basicamente, é importante entender a seguinte situação: 

No Brasil, quando o dólar está em alta, ele gera um efeito positivo para empresas que realizam exportações, pois elas irão ganhar mais dinheiro com isso. 

Por exemplo, exportadoras de soja, carne, laranja, papel e celulose, entre outras.

Exportar= saída de produtos, bens e serviços do Brasil para fora, ou seja, para outros países.

Agora empresas que fazem importações (e que são inúmeras e em diferentes setores aqui no Brasil), acaba gerando um efeito negativo, pois fica mais caro importar produtos.

Além disso, como consequência, pode haver o encarecimento dos produtos que são produzidos aqui, mas que precisam de matéria-prima importada. 

Importar= entrada de produtos, bens e serviços vindos de outros países para o Brasil.

Por exemplo, produtos manufaturados, medicamentos para medicina humana e veterinária, partes e peças para veículos automóveis, inseticidas, formicidas e produtos semelhantes e até mesmo alimentos.

E, nesse contexto, esses e outros produtos são afetados e, com isso, todos os brasileiros têm que pagar mais por eles. É um efeito cascata que atinge o poder de compra das pessoas.

Viagens

Além do mais, outro ponto que o dólar alto influencia a vida dos brasileiros refere-se a viagens. 

Afinal de contas, o dólar está alto, o euro está alto… então quem pensa em viajar para países como Estados Unidos, Inglaterra, França, Alemanha, Portugal, Espanha, entre outros, fica com um pé atrás, angustiado e preocupado em planejar qualquer viagem, seja de uma semana, um mês ou mais.

É claro que com a pandemia de coronavírus em grande parte do mundo, a maioria das pessoas não está pensando em viajar agora, mas até as coisas voltarem ao normal ou próximo disso, os valores altos das moedas estrangeiras desanimam qualquer um.

Importação de produtos

Por fim, outro ponto que o dólar alto afeta a vida de muitos brasileiros refere-se justamente a importação de produtos.

Isso porque muitas pessoas tem o hábito de importar perfumes, roupas, relógios, enxovais, computadores, notebooks, tablets, smartphones e outros produtos eletrônicos. Logo, fazer isso atualmente sai bem mais caro.

É um cenário complicado e que há anos os brasileiros têm enfrentado. Cabe agora saber quando as coisas ficarão melhores. Daqui alguns meses? Daqui alguns anos? Tudo vai depender das questões políticas e econômicas do país.