/Os tipos de influenciadores e maneiras de fazer marketing com eles

Os tipos de influenciadores e maneiras de fazer marketing com eles

Você deseja melhorar os resultados em seu negócio, através do marketing digital? Conheça os 5 tipos de influenciadores e 7 maneiras de fazer marketing com eles. 

O marketing de influência virou tendência para as empresas que desejam impulsionar seus resultados. Cada vez mais as empresas levam isso em conta e perguntam às agências porque oferecem resultados muito bons.

Se você está pensando sobre isso ou quer saber o que essa nova estratégia pode fazer pela sua marca, este artigo é o início para adotar o marketing de influenciadores em seu negócio. Então vamos!

Marketing de Influenciador

O marketing de influenciador tem um protagonista claro: o influenciador. E não importa se você é famoso ou não, o importante é que você consiga gerar conversões através do perfil dos mesmos.

Ele não é um instagramer ou um blogueiro, mas alguém capaz de influenciar sua comunidade. Ou seja, aquele grupo de pessoas que o segue e sobre quem o influenciador tem certa capacidade de persuasão.

Os influenciadores têm uma capacidade tremenda de influenciar sua comunidade, ou seja, você pode ser um influenciador e não ter um blog, como exemplo, um perfil no Instagram com 20 mil seguidores. Mas você pode ter um canal no YouTube  ou qualquer outro canal a partir do qual tenha conseguido alcançar um número significativo de pessoas.

É comum pensar que quanto maior o número de seguidores um influenciador possui, maiores são as chances de conversão, mas, na verdade, número não quer dizer engajamento. Por exemplo, se um perfil com a média de 20 mil seguidores possui o engajamento de 18 mil views diário, seu engajamento é maior que alguém que possui 100 mil seguidores, mas apenas 10 mil views diários  em seu stories no Instagram ou Facebook. 

Desse modo, se o perfil faz uma divulgação sobre um produto que adquiriu, informando que a Amazon é confiável, provavelmente, o número de pessoas que visitarão a página será satisfatório, devido ao seu engajamento.  

Eles são grandes contadores de histórias e as usam para reter seus seguidores.

Diferença entre micros e macroinfluenciadores digitais

Aqueles que têm um grande número de seguidores são considerados influenciadores macro. Por outro lado, os influenciadores que têm uma comunidade menor são chamados micro. 

Um tem mais poder do que outro? O número de seguidores é a variável a ter em conta para analisar a sua capacidade de conversão? O que é realmente útil para uma marca?

Como mencionado anteriormente, o que conta é sua capacidade de gerar engajamento, de interagir com sua comunidade, o que realmente lhe dá valor como influenciador de uma marca que quer apostar nele, mesmo que seja algo em segmentos mais específicos como o de investimento em Carteira Administrada.

Ou seja, quaisquer que seja o nicho, dependendo do tipo de influenciador, público que o mesmo possui e perfil, pode se trabalhar estratégias de marketing para o seu negócio de acordo com o segmento específico. 

Por que o envolvimento do influenciador é importante?

O engajamento (porcentagem de seguidores que agem contra o total de seguidores, ou seja, que interagem com suas publicações) está diretamente relacionado às conversões (ações executadas contra ações solicitadas) que finalmente se refletem nas vendas.

Mas não despreze aqueles que têm comunidades menores, em comparação com outros que têm um número maior de seguidores.

Os micro influenciadores costumam ter mais engajamento e cuidar mais do que fazem, conseguindo melhores conversões.

Nem sempre as chamadas celebridades e famosos conseguem gerar esse engajamento. Muitas vezes, negligenciam sua comunidade ou não se preocupam em gerar conteúdo útil para seus seguidores, o que acaba afetando sua credibilidade como influenciador, uma vez que, está mais focado no pagamento por marketing gerado, do que em atrair o público.

O que faz um influenciador?

Aqueles influenciadores que são reconhecidos como tal, fazem dessa condição uma profissão. Como qualquer trabalho, ele tem suas demandas, suas rotinas e suas características especiais.

Embora nem todos os influenciadores façam o mesmo, devido à sua própria condição (um youtuber tem que gastar muito tempo em seus vídeos, enquanto um instagramer deve se dedicar a trabalhar em suas imagens).

Funções que um influenciador executa

Em todo caso, fique claro que um influenciador não vive apenas da gravação de vídeos no YouTube, mas de um negócio diversificado, estruturado e atual.

Em termos gerais, podemos dizer que um influenciador pode realizar as seguintes ações:

  • Compartilhe conteúdo valioso de uma marca.
  • Consultoria e gestão de redes sociais de outra marca.
  • O marketing de afiliados com comissões de vendas.
  • Gerenciar banners.
  • Guest Post, ou escrever um post convidado em um blog de referência.
  • Renda passiva com infoprodutos próprios ou de terceiros.
  • Workshops
  • Eventos, etc.

Às vezes eles trabalham com um modelo B2C, quando vendem seus próprios produtos ou serviços e outras vezes como um B2B, quando promovem outra marca de sua marca.

Como alcançar o coração do público para aumentar as vendas através de influenciadores digitais?

Uma das chaves para o sucesso dos influenciadores e o fato de que esse tipo de marketing funciona tão bem está nas emoções que essas pessoas são capazes de gerar sobre sua comunidade.

Eles conseguem entrar na vida de sua comunidade sem serem intrusivos. Esse é o desejo de qualquer marca e com influenciadores isso acontece naturalmente.

Graças a ciências como o neuromarketing, sabemos que mais de 85% de nossas compras vêm de um impulso emocional e que essas decisões não vêm do pensamento racional.

O marketing emocional leva em consideração esses fatores, e os influenciadores, muitas vezes de forma inconsciente, conseguem criar esse vínculo emocional e pessoal com seus seguidores.

É aqui que o influenciador passa a ser uma figura importante para as marcas, que precisam ser humanizadas. O influenciador é aquele que se apresenta como um “porta-voz humano” da marca.

Os influenciadores funcionam muito bem quando uma marca não tem um porta-voz humano claro. Eles criam um conteúdo valioso que atende às necessidades de um público-alvo que a marca tem interesse em atingir.

Bons influenciadores são muito constantes e têm uma capacidade incrível de liderar e fazer com que suas comunidades os sigam, acreditem em seus critérios. Eles podem criar tendências. Eles sabem como inspirar, causar desejo e entreter seus seguidores.

Vantagens do marketing de influência

Mas então por que os influenciadores são adequados para as marcas? Porque as pessoas não querem comprar de marcas, mas compram de pessoas que divulgam sua experiência com os produtos e serviços oferecidos pelas empresas. 

Os influenciadores são uma porta que permite às marcas, se feito com respeito e naturalidade, mostrar seus produtos ou serviços de forma menos invasiva do que a publicidade tradicional. 

Por exemplo, se você tem um estúdio de fotografia e realiza o serviço de book gestante, pode contratar uma influencer que acabou de anunciar sua gravidez, a fim de realizar um ensaio gestante e divulgar o seu trabalho. Alcançando o público de forma simples, divulgando o seu trabalho sem ser de uma forma invasiva. 

  • As principais vantagens do marketing de influência são:
  • Eles trazem mais valor e qualidade para sua marca.
  • Eles ajudam a criar novos mercados ou entrar em comunidades de fãs específicos.
  • Eles encorajam as pessoas a pesquisar pela marca ou se tornarem embaixadores da mesma. 
  • Eles fornecem um componente aspiracional, por meio da narrativa.
  • Ao mesmo tempo, humanizam a marca, falam de igual para igual e dão prova social.
  • Eles transferem os valores entre a marca influenciadora.

2 pontos-chave do marketing de influência

Embora cada campanha com influenciadores tenha suas próprias características, existem algumas linhas gerais que você deve ter em mente se quiser ter influenciadores em sua estratégia de marketing de mídia social.

  1. Uma ação isolada de marketing de influenciador é inútil

Você deve realizar pelo menos uma ação de visibilidade por trimestre. Caso contrário, você pode não gerar impacto suficiente e todos os esforços serão inúteis. Pense que, em média, precisamos de 7 acertos na mente do público para obter uma interação adequada.

Seu objetivo deve ser o longo prazo e não uma aparência pontual, não importa o quão bem sucedido possa ser.

No mínimo, tente garantir uma ação poderosa por trimestre.

  1. A popularidade não é o objetivo

A popularidade, muitos gostos ou reproduções, não é muito útil se não estiver associada a uma estratégia que lhe permita aumentar as suas vendas.

Sua ação deve ter um objetivo de conversão claro por trás dela (atrair leads, gerar tráfego etc.)

Certifique-se de que qualquer ação realizada esteja integrada a uma estratégia de marketing.

Quando apostamos nesse tipo de marketing, devemos nortear nossa estratégia de longo prazo.

O ideal é construir uma relação duradoura com o influenciador, que nos indica com frequência e está impregnado dos valores da nossa marca.

5 Tipos de influenciadores

Você tem que desmontar a ideia de que um influenciador é uma celebridade. Eles diferem não apenas em quanto cobram, mas em como se relacionam com a marca e o que se espera deles.

Existem vários tipos dessas figuras, estes são os mais importantes: Advogado, Embaixador, Cidadão, Profissional Ocupacional e Celebridades. 

Idealmente, você pode combinar vários desses influenciadores em uma ou mais campanhas de mídia social ou em sua estratégia geral.

Em alguns casos, um influenciador do tipo Embaixador será melhor e em outros tipos de campanha pode ser melhor para você trabalhar como cidadão. 

Uma agência de marketing pode ajudá-lo a entender melhor os tipos de influenciadores. 

Como usar os influenciadores em sua campanha de marketing

  1. Tenha isso em mente ao “contratar” um influenciador

Ao escolher um influenciador, você não deve olhar apenas para o número de seguidores, o número de curtidas e até mesmo o número de visualizações, é essencial.

A variável mais importante, além do sucesso aparente em termos de escopo, é o engajamento, que sua comunidade seja ativa e eles tenham um relacionamento fluido com o influenciador.

Lembre-se de que os valores da marca coincidem com os seus.

Ao trabalhar com um influenciador:

  • Certifique-se de que é profissionalizado e dedicado a isso. Alguns trabalham com agências ou intermediários.
  • Verifique se ele está alinhado com o seu ideal comprador, pessoa ou cliente.
  • Não se deixe guiar pelos gostos que recebe, mas pelo valor que traz.
  • Estude a relação que tem com outras marcas.
  • Considere quais são seus interesses pessoais.
  • Pense em uma situação em que todos ganham ao enviar uma proposta. Pense em experiências, produtos, visibilidade… Lembre-se que nem tudo é dinheiro.
  1. Como escolher um influenciador

Para encontrar o influenciador ideal, você terá que levar muitas coisas em consideração, e algumas delas já foram mencionadas.

Escolha um influenciador que tenha um bom discurso e envolvimento com o público, além de valores, o qual não tenha baseado todo o seu sucesso ou influência apenas em sua imagem pessoal.

Procure influenciadores com discurso e sem prazo de validade, para tornar rentável seu investimento no longo prazo.

Aqueles influenciadores que basearam seu sucesso apenas em seu estilo de vida e sua imagem, acabarão sendo menos duráveis ​​no longo prazo, o que é prejudicial para a marca.

  1. Como medir o sucesso de sua campanha

Como qualquer campanha, ao final você deve saber o quanto conseguiu e se valeu a pena o investimento. O marketing de influenciadores pode ser novo e medir o engajamento pode ser impreciso à primeira vista.

Felizmente, em marketing temos vários KPIs que podem nos ajudar a calculá-lo e, acima de tudo, temos o retorno do investimento (ou ROI). 

No entanto, é importante que você defina seus próprios KPIs ou parâmetros que deseja medir para ver o sucesso de sua campanha ou plano de comunicação.

Exemplos de métricas e KPIs

  • O escopo ou número de impressões.
  • Tráfego ou visitas ao seu site,
  • O envolvimento ou interação real de seu público.
  • O sentimento ou reações geradas em sua comunidade.

Os resultados em termos de custos:

  • CPL. Custo por lead
  • CPA. Custo por aquisição
  • CPI. Custo por instalação

Além disso, lembre-se de que muitas das plataformas em que você executará sua campanha possuem um bom conjunto de métricas próprias. Por exemplo, o YouTube oferece muitas variáveis ​​interessantes e o mesmo acontece com o Instagram.

  1. Siga estas 3 fases de trabalho com influenciadores

Há todo um passo a passo no trabalho com influenciadores em que você não deve deixar nada desamarrado. É fundamental que todas as condições sejam claras para todas as partes em qualquer estágio da colaboração.

  • O que fazer antes de contratar um influenciador

Na fase anterior ao contrato com o influenciador, há muitas coisas a definir. Não só você deve ter encontrado o influenciador mais adequado para os objetivos de sua marca ou campanha, mas também deve ter definido todo um conjunto de detalhes.

Você terá que definir e concordar sobre o tipo de colaboração que vai fazer com ele, que tipo de conteúdo vai mostrar, que tipo de postagem, o que é mostrado, etc.

  • O que fazer durante o relacionamento com seu influenciador

Relacione-se com o influenciador, lembre-se sempre que você tem como base um ganha-ganha e verifique se as estipulações do contrato ou acordo anterior são cumpridas.

  • O que fazer depois de trabalhar com um influenciador

Confira os relatórios que ele envia para você, mantenha um acompanhamento e encontre uma forma de manter o relacionamento no longo prazo.

Conclusões

O marketing de influência não se trata de contratar uma celebridade, aparecer na imprensa algumas vezes ou fazer uma promoção única com uma celebridade.

Redefina e fique com o marketing do influenciador com base em:

Um plano de comunicação com foco em resultados mensuráveis ​​com KPIs específicos.

Um perfil de influenciador compatível com o seu público-alvo , com um discurso poderoso associado aos valores da sua marca.

Uma relação formalizada e definida que perdura no tempo, para que a sua marca não dependa do influenciador.

E, acima de tudo, um marketing focado em conversões , que consegue engajamento e melhorar suas conversões.